01 março 2016

Meu Carnaval no Rio de Janeiro #CarnaRio2016

E já que hoje meu Rio de Janeiro completa 451 anos de muita beleza hoje o post é especial. Vou fazer um resumão de como foi passar meu primeiro carnaval no Rio, sendo que moro em Salvador, mais conhecido como melhor carnaval do planeta!
Nesse post vou dividir com vocês um pouco dos bloquinhos que fomos, as festas mais iradas, onde me hospedei, lugares bacanas e um pouco mais, vem comigo!


HOSPEDAGEM: Fomos em um grupo grande de amigos e no total tinha 13 pessoas e como iríamos ficar 7 dias no Rio optamos por alugar um apartamento por ser mais barato. Dividimos e no meu apê ficou 5 pessoas, super confortável e o melhor foi a localização, no Leblon. Na rua que ficamos tinha os melhores restaurantes, mercado, farmacia, padaria, sorveteria, tudo que você quisesse e a praia a 500m, dava pra ir a pé.

* Não fiz foto do apê, mas quem quiser pode entrar no blog da Renata, que além do meu ela tem outros em outros bairros e valores também: http://www.renatacoelhoimoveis.blogspot.com.br/


OS BLOQUINHOS: O Rio como muita gente já tá careca de saber é o tradicional carnaval de rua, ou seja, o jeito é se jogar na fantasia, colocar um sorriso no rosto e ir atrás dos bloquinhos. E olha, fiquei bem surpresa com os bloquinhos. Lá as pessoas levam bem a sério essa coisa de carnaval e vão para as ruas fantasiadas de verdade, e bote criatividade nisso!
Ah! Outro ponto bem importante é que os bloquinhos no Rio são bem pontuais, saem realmente no horário, então se programe para chegar um pouquinho antes para não perder a hora.

Com que roupa eu vou? O Rio essa época é muuuuito calor, por isso escolha uma roupa bem leve e confortável para ir nos bloquinhos, de preferência biquini, maiô, vai por mim... E abre o olho de onde vai guardar o dinheiro e celular! Eu não abro mão da minha doleira e levei meu celular todos os dias para rua e não aconteceu nada, mas também não vale ficar vacilando tá? Deixa tudo guardadinho e abre só realmente quando precisar.

Não esqueça de se hidratar e comer! SÉRIO! A gente pensa que é papo de mãe, mas não é! Eu passei mal de tanta bebida e desidratei. Confesso que me empolguei nos primeiros dias. Por isso não esqueça de beber bastante água e comer direitinho, nosso fígado agradece.
DICA de amiga: Se liga na hora que bater aquela vontade de fazer xixi porque no Rio tive a maior a dificuldade de achar banheiro, então quando der a sorte de achar algum bar aproveita para comprar uma água e ir no banheiro. Te garanto que vai ser melhor do que os banheiros químicos. E se der leve também um pouco de papel higiênico, eu sempre levo umas folhas e vou de care free, absorvente intimo sabe? Quebra o maior galho em festas.


Os bloquinhos que fomos:

Escangalha: na rua Orsina da Fonseca, Gávea e começa as 10h da manhã, sim, cedinho mesmo. E chegue cedo para a concentração que é massa! 

Areia: na Rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza, Leblon. Esse foi o que mais indicaram pra gente e encontrei várias pessoas conhecidas, mas tava beeem cheio. Bomba o areia!

Corre Atrás: na rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza, Leblon.
Empurra Que Pega do Leblon: na Avenida Ataulfo de Paiva, entre Bartolomeu Mitre e João Lira, Leblon. 

FESTAS:


A única festa que pagamos e pagamos caro (R$ 398,00) foi o Baile do Zeh Pretim Carnival. A festa é incrível, surreal, sem palavras! E digo mais: uma das melhores festas que já fui na vida! Valeu CADA CENTAVO. O local era uma fábrica no meio do mato, eles nunca definem o local antes da festa e você chega lá de van. Só toca música top e é all inclusive, não preciso dizer mais nada né?!
* Essa foto foi feita logo no começo da festa, ainda estava vazio. Começa as 14 e vai até as 02:00 a.m.


E outra festa super bacana que fomos foi o Zona Sul do Samba que foi no Maraca e o Thiaguinho que tocou. Foi muuuuuito bom pra quem gosta de sampa e principalmente do Exalta das antigas. O Thi, intima né? Tocou umas 2 horas direito e foi sussa!
 
Espero que gostem do post. Ficou um pouco grande, mas eu faço outro depois com os restaurantes, barzinhos e lugares bacanas que fomos e amamos. Ok?


RIO, que saudade! Eu voltaria e fazia tudo de novo. Eu volto em breve, meu coração é seu!
Comentários
0 Comentários